/* */
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...

Gramática na redação – Entenda o uso do hífen

Se você está se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), nada melhor do que simplesmente estudar muito a nossa língua portuguesa. O acordo ortográfico aprovado pelo senado do Brasil no ano de 2009, teve como intuito principal fortalecer politicamente os países que tem como linguagem nativa e praticada a língua portuguesa.

Já passaram sete anos desde então e ainda tem muita gente com dúvidas a respeito da língua portuguesa. Essas mudanças alteraram 0,43% das palavras, no Brasil, e de 1,42% das palavras em Portugal. E ainda colocou em nosso alfabeto as letras “k, w e y”; acabou com a trema e mudou as regras de algumas acentuações gráficas e com relação ao uso do hífen.

Como usar o hífen no novo acordo ortográfico?

As mudanças com relação ao hífen são muitas e confundem as pessoas até hoje. Agora, o hífen deixou de ser utilizado em palavras compostas por prefixos (ou falsos prefixos) finalizados em vogais e nas palavras iniciadas por “r” ou “s”.

Nas palavras: antissemita, antessala, antirrábica, antissocial, ultrarromântico, autorregulamentação, extrarregimento, o hífen sumiu, aparecendo em seu lugar a duplicidade da consoante “r” ou “s”.

hifen

Gramática na redação – Entenda o uso do hífen. Imagem:divulgação

Mas cuidado, pois o hífen ainda está presente na grafia de palavras como “hiper-realista”, “hiper-requisitado”, “hiper-requintado”, “inter-racial”, “inter-regional”, “super-racional’, ‘super-realista”, “inter-relação”, “super-resistente”, já que os prefixos são finalizados com “r” e a palavra seguinte tem início também com “r”.

Gramática na redação - Entenda o uso do hífen

Gramática na redação – Entenda o uso do hífen. Imagem:divulgação

Para finalizar a nova regra do hífen, saiba que ele é muito usado em palavras que possuem os prefixos (ou falsos prefixos) e o elemento seguinte é finalizado e começa com a mesma vogal, ou com “h”, respectivamente.

Esses são os casos de “micro-ônibus”, “micro-organismo”, “anti-inflamatório”, “anti-imperialista”, “arqui-inimigo”, “micro-ondas”, “anti-herói”, “anti-higiênico”, “extra-humano”, “semi-herbácio”.

Acesse e saiba mais informações: Gramática na redação – Entenda o uso do MAS e Mais

Novo acordo ortográfico hífen e redação do Enem 2016

Para quem vai fazer o Exame Nacional do Ensino Médio e terminou o estudo regular no ano de 2009 ou anterior a isso, com certeza existe uma preocupação com relação às regras ortográficas novas. A dica nesse caso e estudar bastante e ler livros novos, com grafia atualizada, para que possa absorver melhor.

novo acordo ortográfico

Novo acordo ortográfico. Imagem:divulgação

Compre um dicionário novo também, porque se tiver dúvidas, independente de onde esteja, basta sacar o dicionário e ver como cada palavra é escrita.

Na redação do Enem, se você ainda não tiver segurança com relação ao uso do hífen no texto, o melhor a se fazer é substituir a palavra e usar uma que saiba com certeza como se escreve. O mesmo vale para os demais itens da redação.

Novo acordo ortográfico facilita a língua portuguesa

Ao contrário do que muitos imaginam, o novo acordo ortográfico que mudou algumas regras de ortografia não tem como função principal a simplificação da escrita, mas sim, a ideia de fortalecer a língua portuguesa.

Exclusão da trema

Gramática na redação – Entenda o uso do hífen. Imagem:divulgação

Com isso, cerca de 230 milhões de falantes da língua portuguesa distribuídos por países como Brasil, Portugal, Angola, cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tome e Príncipe e Timor Leste desde 2009 usam as mesmas regras de ortografia, o que vai ajudar na circulação de documentos oficiais e de livros entre esses países, sem ser necessário fazer um trabalho de tradução.

Acesse e saiba mais informações: Como se posicionar na proposta de uma redação

Exclusão da trema

Lembra daqueles dois pontinhos que apareciam em cima da letra “u” em algumas palavras? Pois então, a famosa trema foi oficialmente abolida da língua portuguesa.

Agora a trema só pode ser usada em nomes próprios estrangeiros, como por exemplo: Müller, Hübner e seus derivados hübneriano e mülleriano.

As principais palavras da língua portuguesa sem a trema que antes a usávamos são: escrever frequentemente, tranquilidade, quinquênio, pinguim e linguiça.

Aumento das letras do alfabeto

No lugar de 23 letras, o nosso alfabeto tem agora 26, com a incorporação do “k, w e y”. Isso aconteceu principalmente porque essas letras serão usadas  como siglas, símbolos, nomes próprios, palavras estrangeiras e seus derivados no nosso dia a dia.

Aumento das letras do alfabeto

Aumento das letras do alfabeto. Imagem:dviulgação

Isso já vinha acontecendo em nosso idioma com algumas siglas comuns, como por exemplo: km, watt, Byron, byroniano, dentre outros. No entanto, desde 2009 essas consoantes estão oficialmente no nosso alfabeto da língua portuguesa, o que não acontecia anteriormente.

Acesse e saiba mais informações: Como fazer uma tese na Redação do Enem

Programa televisivo sobre o Enem

Todos os dias, por meio da plataforma uma área do conhecimento vai ser debatida e será usada como ponto de partida para dicas para os estudantes que vão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio. O programa pode ser visto nos seguintes canais:

  • Brasília – Canal 2.3
  • São Paulo – Canal 3.3
  • Rio de Janeiro – Canal 2.3

Pela parabólica em sinal analógico:

  • Polarização horizontal – Frequência 3770

banner728x90_apostilaenem1

Agora não tem mais desculpas para não estudar como se deve para o Enem. Aproveite o Hora do Enem para melhorar o seu desempenho.

Assista este vídeo e Descubra como você também pode transformar sua Redação do Enem!

Recomendados para você: